Museu Bordalo Pinheiro

O primeiro Museu em Portugal a ser construído de raiz para albergar a obra de um artista, abriu ao público em 1916 pela mão do colecionador Cruz de Magalhães, grande admirador de Rafael Bordalo Pinheiro.

Numa moradia junto ao jardim do Campo Grande, que mereceu a menção honrosa do prémio Valmor, podemos encontrar os seus trabalhos de cerâmica, decoração, design, desenho de humor, banda desenhada e ilustração, com uma especial atenção à figura do Zé Povinho, estereótipo nacional.
Doado à Camara Municipal de Lisboa em 1924, o Museu foi reinaugurado em 2005 apresentando uma exposição permanente, uma biblioteca especializada e uma Galeria de Exposições Temporárias, onde se mostram trabalhos de artistas contemporâneos que se relacionam com a obra de Bordalo Pinheiro.


Acessibilidade

Acessível a pessoas com mobilidade reduzida.


Campo Grande, 382
1700-097 Lisboa

terça a domingo das 10:00 às 18:00
Encerra 2ª-feira, 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro
Entrada gratuita: domingos até às 13h00


701, 717, 731, 735, 736, 738, 747, 750, 755, 767, 778, 783, 796, 798
Campo Grande
Campo Grande