Saltar para conteúdo principal Mapa do site Ajuda na navegação e acessibilidade web Página inicial EGEAC

Eixos Estratégicos

Eixo 01: Valorização do Património Cultural

O conhecimento do património histórico, material e imaterial, e a sua utilização e fruição constituem fatores de enraizamento e de afirmação da riqueza cultural de Lisboa. Neste sentido, a EGEAC promove a valorização do património cultural sob gestão através de campanhas de conservação e restauro, da ampliação de acervos, do registo e salvaguarda de bens imateriais, da organização de reservas, da monitorização e controlo ambiental, bem como da sua divulgação.

Restauradora a pintar uma peça em cerâmica de Bordalo Pinheiro

Eixo 02: Desenvolvimento de Públicos

A cultura é uma forma de promover a cidadania e a qualidade de vida da população. Captar novos públicos, criando hábitos de fruição cultural, e fidelizar os atuais é um dos eixos de ação prioritários da EGEAC que se revela através de uma programação plural e democrática e de estratégias de comunicação direcionadas, atentas e eficientes, destinadas à diversidade de públicos e comunidades.

quatro raparigas com trajes indianos a dançar

Eixo 03: Proximidade e Solidariedade

O combate à exclusão social faz-se também através de políticas culturais de proximidade. Assim, estabelecer ligações com entidades de cariz cultural, social, científico ou outros é uma prioridade da atividade desenvolvida pela EGEAC.

trono de Santo António decorado com flores e rodeado por árvores

Eixo 04: Acessibilidade

A EGEAC tem vindo a transformar o modo como se apresenta e recebe para que todas as pessoas se sintam bem-vindas. Assegurar a acessibilidade física, social e intelectual a todas as pessoas é um objetivo da empresa que não se esgota nas obrigações legais em vigor.

Uma mão a posicionar outra em cima de um objeto

Eixo 05: Sustentabilidade

A cultura dinamiza a responsabilidade ambiental e regenera o espaço público. A EGEAC aposta na qualidade das infraestruturas, em soluções tecnológicas eficazes, e numa programação descentralizada, com cuidados na utilização do espaço público.

um homem a explicar algo para outras pessoas, todas de pé, numa zona com muitas árvores e arbustos